Categorias: Android Dicas

O que é Android WebView e Google WebView?

Quando você acessa o menu de opções de desenvolvedor no Android, você acaba se deparando com uma função que lhe dá 3 opções, sendo elas: “AOSP WebView, Google WebView e Chrome”, mas afinal o que são elas e quais as suas diferenças?

Primeiramente temos que ter em mente o que é o Android WebView, este trata-se de um módulo do Android que permite que aplicativos abram sites web internamente, ou seja, torna viável que os aplicativos exibam janelas como a de autenticação do Facebook.

Antes do Android 5.0, o Android WebView era um módulo desenvolvido e atualizado junto ao sistema, construído sobre o WebKit. Desde o Loolipop, a Google passou a utilizar o Chrome como base do WebView, melhorando as questões de segurança, passando a atualizar esse módulo independente do sistema e também adicionando a possibilidade de aplicativos abrirem qualquer tipo de navegação web, sem precisar fazer o usuário sair do app.

Mas apesar do WebView basear-se no Chrome, ele não é o Google Chrome, mas sim apenas uma pequena parte dele, como a própria Google define na descrição do Google WebView, ele utiliza de tecnologias do Chrome, mas não é o navegador completo.

Essa separação permite que a Google diminua o tamanho dessa aplicação, não haveria sentido um módulo do sistema que serve para adicionar uma funcionalidade em aplicações, ter inúmeras funções complexas do Chrome como sincronização, favoritos e assim por diante.

Mas já faz tempo, que dispositivos Android que são certificados para usar a Play Store, carregam o Google Chrome como navegador nativo, pensando nesse cenário, a Google permite que o sistema utilize de uma vez o navegador completo, não fazendo com que o usuário tenha que ter os dois instalados desnecessariamente, economizando espaço desta forma.

E o AOSP WebView? Este nada mais é do que o mesmo módulo, mas utilizando o Chromium que é o projeto de código aberto em que o Google Chrome é baseado, para distribuir junto ao Android Open Source Project, é usado esta versão com Chromium, visto que o Chrome é de código proprietário. Do AOSP WebView, nasce o Google WebView, da mesma forma que do Chromium nasce o Google Chrome.

Ficou alguma dúvida? Fique a vontade para nos perguntar! Você pode usar os comentários abaixo, nossa comunidade no Google Plus, nossa fanpage no Facebook e até por e-mail. Vale lembrar que agora também estamos no Youtube e por lá até surgiu um vídeo sobre esse assunto, o qual você encontra logo no início da matéria!

Disqus Comments Loading...
Compartilhar

Matérias Recentes

Sensor biométrico da HID é o primeiro a ter todos os requisitos de segurança da Colombia

A HID Global divulgou que o modelo de sensor multiespectral Lumidigm® V421-NC-01, recebeu no início de 2019 a homologação do… Leia mais

6 horas ago

Mozilla apresenta novo logotipo e estratégia para o Firefox

A Mozilla tem planejado uma reestruturação completa para a marca Firefox, e quando falamos em marca é justamente porque não… Leia mais

24 horas ago

Tema escuro na MIUI Android? Conheça os melhores temas

Apesar da MIUI ainda não contar com um tema escuro nativo, sendo este um recurso previsto para a próxima versão… Leia mais

6 dias ago

A ascensão dos ciberataques: os cibercriminosos estão no controle?

A cada ano, o número de ciberataques aumenta. Só em 2018 registrou-se aumento de 217,5% nestes ataques, se não conseguirmos… Leia mais

1 semana ago

Como ter uma loja de aplicativos snap no Manjaro

Já ensinamos aqui no Linux Centro como habilitar o suporte dos pacotes snap no Manjaro e aumentar significamente o seu… Leia mais

1 semana ago

Como instalar pacotes deb no Manjaro

O Manjaro é uma excelente distribuição e que possui uma das comunidades mais dedicadas e ativas entre as distribuições, no… Leia mais

2 semanas ago

Utilizamos de cookies e outras tecnologias, para personalizarmos os conteúdos e a publicidade, oferecermos os botões sociais e analisar o tráfego