Suporte do Android 4.3 e anteriores é cancelado, o que fazer? - Linux Centro
Android

Suporte do Android 4.3 e anteriores é cancelado, o que fazer?

Chegou-se a todas as mídias especializadas a informação que a Google não prestará mais atualizações para o WebView em versões anteriores ao KitKat, isso coloca na lista, JellyBean, Ice Cream, Gingerbread, no entanto muito tumulto está sendo feito e pouco explicado e orientado.

Primeiro temos que entender o que é o WebView e o porque do cancelamento de atualizações deste para estas versões do sistema, o WebView é um motor webkit do navegador padrão que permite que aquelas janelas da web sejam abertas dentro de alguns aplicativos. Até o JellyBean o WebView era integrado ao sistema, para atualizá-lo era preciso atualizar o sistema, ou seja, aquelas atualizações OTA que você recebe mas não muda a versão de seu Android. Desde o KitKat o WebView passou a ser tratado como um aplicativo, assim ele consegue ser atualizado pela própria PlayStore, graças ao Google Play Services, assim correções podem ser feitas de forma mais rápida e distribuidas de forma mais eficiente, além disso o usuário não terá transtornos durante esta que acontecerá de forma quase imperceptível.

Bem você já entendeu o que é e como funcionava, portanto agora é só parar e pensar, se o WebView é atualizado pela PlayStore desde o KitKat, para as versões anteriores o processo era mais complicado, exigia mais tempo e maior transtorno, além disso a versão mais “recente” das que não mais receberão suporte é a JellyBean que já tem 4 anos de vida, idade mais do que suficiente para decretar o fim do suporte ao sistema.

Esse cancelamento de suporte, na teoria, entregaria os dispositivos com Jelly Bean para baixo, a possíveis invasões, isso porque vulnerabilidades que venham a surgir no WebView não serão mais corrigidas. No entanto, entenda, isso é até agora especulação de sensacionalismo, nenhuma vulnerabilidade foi encontrada e nada realmente aconteceu, este é apenas uma visão futurística do pior cenário possível, lembre-se um dispositivo Android para ser invadido necessita da instalação de um malware, para esta instalação ocorrer o sistema lhe fará uma solicitação e somente você decide sua instalação ou não. Mas como diz o ditado, melhor prevenir do que remediar, vamos discutir abaixo o que pode ser feito para sanar o problema.

O correto nisso tudo, seria a fabricante de seu aparelho ter atualizado a versão do Android, este que já está no Lollipop (5.0.2), claro que sabemos que muitas fabricantes (não vamos citar nenhuma, mas já passaram em sua mente) não atualizam seu aparelhos, isso é um fato e não pode-se negar, no entanto este é um male do gênero de negócios de smartphones, Iphones e aparelhos com Windows também são largados na rua da amargura quando a fabricante decide não mais os atualizar, a vantagem dos usuários do sistema Android é que este trata-se de um software de código aberto e uma grande comunidade mantém um grande suporte a este sistema, trazendo alternativas e soluções.

Sendo assim a primeira e mais adequada solução é procurar uma Custom ROM para seu aparelho, se você tem um aparelho abandonado pela fabricante em versões anteriores ao 4.3, busque ROM’s mantidas pela comunidade e que não dependem da fabricante, como o caso da Cyanogen, mas não desespere-se não existe apenas a CyanogenMod, temos a LiquidSmooth, AOKP, Paranoid e muitas outras, provavelmente seu aparelho deve ser suportado por uma delas, basta uma procura no XDA. Mas se ainda assim estas não suportarem oficialmente, você ainda conta com desenvolvedores que individualmente portam uma destas ROM’s para os aparelhos que não são suportados, principalmente aqueles de Dual Chip, estes costumam contar com muitos ports não oficiais que levam novas versões do Android para seu aparelho.

Caso você não tenha sorte e seu dispositivo seja um exilado do mundo, calma, para tudo na vida se tem uma solução, a primeira coisa a fazer-se é ter certeza de não estar usando o navegador nativo do aparelho, você possui soluções como Chrome, Firefox, Dolphin, CM Browser, são muitas, escolha uma e torne seu navegador padrão. Agora procure manter a funcionalidade do WebView em seus aplicativos, mais conhecida como “Navegação in-app” a grande parte dos aplicativos possui tal função, desativando-a você será levado para o navegador que utiliza por padrão e não mais a pop – up do WebView.

Por fim e o mais importante, instale apenas aplicativos de confiança ( Sim os disponibilizados no Linux Centro são de confiança, testamos todos sempre!), de preferência da própria Google Play e procure manter a função de “Fontes Desconhecidas” desativada, ela encontra-se em “Configurações > Segurança” com ela desativada, apenas e exclusivamente apps da Play Store podem ser instalados.

Por último e não menos importante, verifique sempre as permissões dos aplicativos, o Android conta com um eficiente gestor de permissões, que lhe dá total controle dos acessos que um aplicativo solicita, ao ver solicitações abusivas ou estranhas, não instale o app e reporte a loja, simplesmente clicando em “Denunciar”.

O Android deve em algumas opções de segurança existentes em uma distro Linux convencional, no entanto ainda é um sistema muito flexível e que assim como qualquer software, exige apenas um pouco de atenção do usuário para não cair em armadilhas.

Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
Twitter
YouTube
YouTube