Categorias: Colunas

A Internet das Coisas vai revolucionar o cotidiano

Primeiramente vamos deixar claro o que é a IoT, ou Internet das Coisas. Trata-se de um conceito sobre objetos do dia-a-dia que estão conectados à internet; desde um óculos até uma mesa de jantar. Quando temos um smartwatch, por exemplo, estamos falando de um acessório que pertence à Internet das Coisas. Uma geladeira que se conecta à rede e mostra receitas na tela é outro exemplo.

O termo IoT surgiu em 1991 quando a internet começou a ficar popular. Em 1999, Kevin Ashton do Instituto de Tecnologia de Massachusetts criou o termo que utilizamos hoje em dia; Internet das Coisas. Segundo ele, a rotina e o tempo limitado levará as pessoas a se conectarem à internet de forma mais prática e utilitária. Os dados do nosso sistema biológico serão registrados e analisados de forma muito mais precisa.

Num futuro próximo, a maioria dos objetos estará conectada à internet e isso vai trazer muitas vantagens às pessoas. Mas também algumas desvantagens podem surgir. Vamos explorar as desvantagens e vantagens da tecnologia que temos hoje.

Hackers

Há casos de pessoas que compraram uma webcam e tiveram elas hackeadas. Em algumas situações a câmera chegou a acompanhar a pessoa e falar com ela. Hackers já chegaram até a transmitir as webcameras hackeadas no YouTube.

Colheita de dados pessoais para propaganda personalizada

Se hoje em dia já recebemos centenas de propagandas feitas exclusivamente baseadas nos sites que visitamos, imagine quando os provedores de internet e empresas tiverem informações até sobre nossas conversas privadas, peso e altura.

Soluções para garantir a privacidade

Precisamos estar protegidos deste excesso de informações fornecidas e da vulnerabilidade online que a Internet das Coisas traz consigo.

  1. Não comprar produtos genéricos

Qualquer produto pode ser hackeado, mas comprar um produto de marca garante uma melhor proteção pelo fato dos dados estarem melhores criptografados com hardware e firmware de qualidade.

Além disto, um produto conhecido vai fornecer o suporte necessário aos usuários.

  1. Utilizar uma VPN

Uma VPN ou Rede Privada Virtual é um túnel de proteção que é criado entre dois dispositivos ou mais. Algumas VPNs permitem ser instaladas diretamente num roteador e esta é a situação ideal para quem tem vários aparelhos conectados à internet. A VPN irá impossibilitar qualquer ataque que um hacker tente fazer.

  1. Mudar a senha do roteador

Como todos os produtos conectados à Internet das Coisas precisam passar pelo roteador da sua casa, o segredo da proteção começa exatamente neste aparelho.

Além de adicionar a VPN, mude a senha e o nome de usuário que vêm já de forma padrão no roteador; geralmente é admin / admin. Várias pessoas esquecem de alterar este detalhe e podem ter até os dados bancários roubados através de ataques GhostDNS.

  1. Escolha uma senha diferente para cada aparelho

É uma dica antiga mas que sempre vale a pena lembrar. Se um hacker conseguir roubar uma senha de um aparelho, vai, por consequência, conseguir acessar todos os outros dispositivos da casa.

Também não se esqueça de anotar num papel todas as senhas e não coloque senhas que sejam fáceis de adivinhar.

As vantagens da Internet das Coisas

Imagem de Pixaline por Pixabay

Com a navegação devidamente protegida, a Internet das Coisas vai trazer inúmeros benefícios ao utilizador, tais como prever e diagnosticar doenças, transportar de modo seguro os passageiros através de um carro com navegação automática e até proteger a habitação das pessoas de forma mais segura e eficiente.

Para as pessoas mais velhas, além de monitorar a saúde e relatar diretamente ao médico, os aparelhos podem ajudar o usuário a caminhar melhor, por exemplo. Também, para os parentes dessas pessoas, será possível acompanhar tudo que acontece e se comunicar em tempo real.

Disqus Comments Loading...
Compartilhar

Matérias Recentes

Cartão de crédito Méliuz – Cashback em todas as compras – Vale a pena?

Já faz algum tempo que o Méliuz, serviço de cashback em compras, se quer saber mais sobre ele clique aqui,… Leia mais

22 horas ago

Ame Digital – A evolução da conta digital da Americanas e Submarino

O Ame nasceu como uma solução própria do grupo B2W, responsável pela Americanas, Shoptime, Submarino e Sou Barato, para fidelização… Leia mais

1 dia ago

Alfred – O aplicativo para fãs de cinema

Alfred é uma rede social para aqueles que são fãs de cinema, controlado e desenvolvido pela FlixMedia, sua proposta é… Leia mais

2 dias ago

O Que Todo Mundo Precisa Saber sobre Segurança no Linux

Muitas pessoas consideram os sistemas Linux como sendo mais seguros e, em alguns casos, até mesmo “imunes” aos principais vírus… Leia mais

2 semanas ago

C6 Bank – Vale a pena usar o rival do Nubank?

C6 Bank é a nova fintech que pretende concorrer com Inter, Nubank, Neon e outros players o mercado de banco… Leia mais

2 semanas ago

Sofisa Direto restringe boleto na conta digital

Recentemente uma decisão da Sofisa, tornou o Sofisa Direto um pouco menos atraente para alguns usuários. Para quem ainda não… Leia mais

1 mês ago

Utilizamos de cookies e outras tecnologias, para personalizarmos os conteúdos e a publicidade, oferecermos os botões sociais e analisar o tráfego