Mad Max - Linux Centro
Games Linux

Mad Max

Jogos de mundo aberto são uma tendência, diversos franquias estão adaptando-se para dar ao jogador a liberdade de um sandbox, é compreensível que essa seja uma requisição cada vez maior dos jogadores, já que a quantidade de horas e poder de exploração de um game são ampliados de forma exponencial nesse modelo.

Mad Max é um dos games que trouxe um enorme mundo aberto, porém com uma proposta diferenciada, enquanto muitos jogos estão recriando cidades e até mesmo países, o jogo produzido pela Avalanche Studios recria o mundo apocalíptico dos filmes de Mad Max.

Carregando o mesmo nome, mas com uma história independente, o game te coloca no papel de Max, um dos sobreviventes que chegaram a conhecer o mundo antes de seu fim e que está atrás das Planícies do Silêncio, um local prometido, abordado nos longas, inclusive no último filme.

Apesar de existir um enredo para seu desenvolvimento, o foco do jogo é mais na ação do que na história, conhecemos diversos personagens ao longo da jogatina, mas muitos sem grande desenvolvimento ou aprofundamento de sua história, com o próprio Max ocorre isso. De certa forma a trama ocorre como no último filme de Mad Max, temos alguns personagens que não conhecemos bem seu passado ou motivação, sabemos apenas do que ele está buscando e que está disposto ao que for necessário.

No jogo a ação é imediata, sendo que as primeiras cenas já são de perseguição, momento em que Max tem seu V8 roubado, assim como todos seus pertences, conhecendo em seguida o estranho mecânico Chumbucket, que o enxerga como um anjo e torna-se seu fiel escudeiro, ajudando-o a reconstruir um poderoso veículo (Magnum Opus) para enfrentar os saqueadores.

Com base nos fatos anteriores, o jogo lhe entrega um enorme mundo aberto, desértico, mas recheado de lugares para explorar e inimigos para enfrentar. Quando falamos em recheado de lugares para explorar, não estamos exagerando, o jogo da Warner Bros oferece horas e horas de gameplay. O jogador tem locais para dominar, sendo pontos de extração de petróleo, locais de escavação, entre outros. São itens espalhados pelo mapa, NPCs para conversar e aceitar missões, apesar de ser um grande deserto, Mad Max consegue oferecer uma infinidade de opções, algo que muitos sandbox não conseguiram.

Para melhorar a experiência, o jogo apresenta um alto nível de personalização e melhorias para seu veículo e para o próprio Max, fazendo com que o jogador ainda possa investir muito tempo conquistando sucata e desbloqueando itens para melhorar seu personagem, com novos golpes, roupas e armas. Para o veículo são diversas melhorias, desde motor, rodas, carroceria a armas, isso sem contar que é possível colecionar os veículos inimigos e os utilizar por aí.

Os gráficos de Mad Max são realmente bonitos, mesmo que não sejam os melhores da atual geração, sem dúvida são bonitos de apreciar-se. O comportamento da areia, da mudança de hora, das tempestades de areia e das explosões, merecem destaque.

Os combates são divertidos e seguem o mesmo modelo visto em jogos como a série Batman Arkham da própria Warner, ou Sleeping Dogs. Você tem um botão para golpes, outro para armas e um para defesa, sendo essa usada no momento em que for atacado, dando espaço para contra-ataques. Porém Max está em um mundo apocalíptico e não tem a mesma destreza em combate que Batman ou Wei Shen, dessa forma espere por uma luta de rua, com muito mais violência e sangue.

Apesar dos momentos de combate serem divertidos e o desbloqueio de novos golpes ao longo do jogo, ajudam a deixar ainda mais empolgante, não é difícil perceber que as lutas são fáceis, mesmo quando cercado por um grande número de inimigos, basta uma atenção para o contra-ataque para vencer sem sofrer um arranhão.

Nesse momento vale destacar que a inteligência artificial peca, já que os NPCs atacam um por vez e muitas vezes fazem grandes ensaios antes de irem para cima.

Também temos o combate em carros, assim como vimos nos filmes da franquia, novamente temos lutas empolgantes, você contra dois ou mais veículos, batidas e carros sendo destroçados. A possibilidade de uso de arpões e escopetas, permitem diferentes estratégias e ao final as explosões são bonitas de se ver, graças aos caprichados efeitos de luzes. As lutas em veículo já não sofrem da mesma facilidade que os combates a pé e podem significar seu fim rapidamente, caso não possua uma boa estratégia e melhore seu veículo.

Infelizmente Mad Max não possui um modo multiplayer, o tamanho do cenário e o mundo apocalíptico, permitiria um bom modo online, algo como GTA V, mas a produtora optou por deixar o game, unicamente, como uma opção solo.

O jogo foi lançado em 2015 para PS4, Xbox One e Windows, sua versão para Linux chegou em 2016 e pode ser encontrado na Steam por R$ 69.99 fora de promoções. Para quem procurava um jogo de mundo aberto para seu Linux, sem dúvidas vale o investimento, sendo horas de gameplay garantidos. Se você é dono de um console da atual geração, ainda vale a compra, Mad Max é um jogo bonito e divertido.

Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
Twitter
YouTube
YouTube