Categorias: Linux Tutoriais

Unity Desktop no Arch Linux

O Unity melhorou muito aos longos dos anos e hoje mostra-se um ambiente gráfico bonito e muito funcional, apesar dele ter sido desenvolvido especialmente para o Ubuntu e ter sido adotado apenas por este, o Unity é um software livre e sua modificação e utilização é possível em qualquer outro sistema. Hoje vamos ver como utilizar o Unity no Arch Linux, o tutorial pode ser aproveitado também para o Manjaro.

A primeira coisa a fazer é configurar os repositórios do Unity, para isto abra um terminal e digitar :

sudo gedit /etc/pacman.conf.

Você pode trocar o primeiro comando pelo editor de textos de sua preferência, mousepad, nano, vi, etc.

No arquivo que foi aberto adicione ao final as seguintes linhas :

[Unity-for-Arch]
SigLevel = Optional TrustAll
Server = http://dl.dropbox.com/u/486665/Repos/$repo/$arch

[Unity-for-Arch-Extra]
SigLevel = Optional TrustAll
Server = http://dl.dropbox.com/u/486665/Repos/$repo/$arch

Salve o arquivo e feche-o, em seguida no terminal atualize o pacman com o seguinte comando :

pacman -Syu

Para que funcione sem problemas é necessário a instalação do gnome, antes do Unity, para isso digite no terminal :

sudo pacman -S gnome

O LightDM gerenciador de login padrão do Ubuntu, não está devidamente portado para o Arch, por isso apresenta diversas falhas, para evitar problemas recomenda-se o uso do GDM, habilite-o com o comando abaixo :

sudo systemctl enable gdm.service

Reinicie o sistema e novamente com um terminal aberto digite :

sudo pacman -S $(pacman -Slq Unity-for-Arch)

Se o terminal reportar conflitos em determinados pacotes, utilize o comando abaixo :

sudo pacman -S $(pacman -Slq Unity-for-Arch | grep -v ‘pkg1′ | grep -v ‘pkg2‘)

Substitua pkg1 e pkg2 pelos pacotes que apresentarão conflitos. O sistema informará que diversos pacotes do gnome serão substituídos, confirme as alterações e aguarde a operação ser concluída.

Terminado o processo, reinicie a máquina e no login clique na engrenagem para escolher Ubuntu.

Esta instalação coloca o Unity em funcionamento, mas sem nenhum tema. O usuário Célio Rodrigues do fórum Viva o Linux, autor da postagem original de onde extraímos este tutorial, desenvolveu um script de instalação do tema Flat para o Unity no Arch que facilita a vida do usuário, efetue o download clicando aqui, efetuado o download, digite em um terminal :

cd /home/seuusuario/Downloads

sudo chmod +x unity_flat.sh

Lembre-se de trocar ‘seuusuario‘ pelo nome de usuário que utilizas.

O Unity Tweak será aberto de forma automática, quando este acontecer no menu ‘Tema’ escolha ‘Ambiance-flat-teal-pro’ e no menu ícones, escolha ‘Ultra-Flat-Icons’. Feche o Unity Tweak Tool e seu Arch já tem o Unity pronto para o uso.

Fonte : Viva o Linux

Disqus Comments Loading...
Compartilhar

Matérias Recentes

2,8 bilhões em fraudes evitadas com avaliação de risco de e-mails

Para combater o crescimento do número de tentativas de fraudes online, que têm custado bilhões de dólares às companhias anualmente,… Leia mais

2 horas ago

Cartão de crédito Méliuz – Cashback em todas as compras – Vale a pena?

Já faz algum tempo que o Méliuz, serviço de cashback em compras, se quer saber mais sobre ele clique aqui,… Leia mais

1 dia ago

Ame Digital – A evolução da conta digital da Americanas e Submarino

O Ame nasceu como uma solução própria do grupo B2W, responsável pela Americanas, Shoptime, Submarino e Sou Barato, para fidelização… Leia mais

2 dias ago

Alfred – O aplicativo para fãs de cinema

Alfred é uma rede social para aqueles que são fãs de cinema, controlado e desenvolvido pela FlixMedia, sua proposta é… Leia mais

3 dias ago

O Que Todo Mundo Precisa Saber sobre Segurança no Linux

Muitas pessoas consideram os sistemas Linux como sendo mais seguros e, em alguns casos, até mesmo “imunes” aos principais vírus… Leia mais

2 semanas ago

C6 Bank – Vale a pena usar o rival do Nubank?

C6 Bank é a nova fintech que pretende concorrer com Inter, Nubank, Neon e outros players o mercado de banco… Leia mais

2 semanas ago

Utilizamos de cookies e outras tecnologias, para personalizarmos os conteúdos e a publicidade, oferecermos os botões sociais e analisar o tráfego