Tidal pode encerrar serviço de streaming em 06 meses - Linux Centro
News

Tidal pode encerrar serviço de streaming em 06 meses

O Tidal surgiu pelas mãos do rapper Jay Z, por este estar descontente com o sistema de remuneração de serviços como Spotify e Deezer. A plataforma recebeu apoio de artistas conhecidos como Madonna, Beyonce, Rihanna, Claudia Leite e assim por diante.

Diante desse cenário, o serviço conseguiu ter conteúdo exclusivo, como álbuns, clipes e faixas especiais, além disso a plataforma foi a primeira a ter em seu portfólio shows completos, além do streaming de músicas e utilizar do formato FLAC (1.411 Kbps) para a execução do áudio, o que significa músicas sem perda de qualidade.

Mas parece que nada disso foi o suficiente para que o Tidal fizesse frente a nomes como Google Play Music, Apple Music, Spotify e Deezer, pois segundo o jornal norueguês Dagens Næringsliv o serviço tem dinheiro em caixa para sobreviver apenas por mais 06 meses, já que nem mesmo com o investimento de $ 200 milhões de dólares da operadora norte-americana Sprint, que agora detém 33% do Tidal, foram suficientes para estancar as consecutivas perdas que somente em 2016 chegaram a $ 44 milhões de dólares.

Ao Engadget, um representante do Tidal diz que o serviço tem sido alvo de más notícias desde seu lançamento e que apesar de não obter lucros, a plataforma de streaming está a ponto de chegar no break-even (denominação para um ponto de equilíbrio alcançado por determinada empresa, onde não há lucro, mas também não existem mais prejuízos, sendo o capital recebido o suficiente para pagar suas despesas).

Atualmente o Tidal conta com 1.2 milhões de assinantes, você é um deles? Já testou a plataforma? Acha que ela tem fôlego contra os grandes nomes desse mercado como o Spotify e Deezer?

Algum tempo atrás analisamos o Tidal e contamos nossa experiência com essa plataforma de streaming, você pode conferir clicando aqui.