Categorias: News

Linux Mint 19 tentará manter a criptografia de usuários

A nova LTS do Ubuntu já é uma realidade, o Ubuntu 18.04 será suportado pelos próximos 5 anos e tornou-se um lançamento importante, visto que trouxe enormes mudanças quando comparado com a última LTS lançada.

Agora distribuições que usam o Ubuntu como base, preparam-se para atualizarem-se, este é o caso do Linux Mint que pretende seguir alguns caminhos diferentes dos que foram decididos pela Canonical.

Para começar é conhecimento de todos que o Linux Mint não utiliza o Gnome modificado do Ubuntu e sim seus próprios ambientes gráficos, como o Cinnamon e Mate, estes que são forks do Gnome com características bem diversas.

Para o próximo lançamento, o Linux Mint aposta em manter recursos que foram abandonado pela distro mãe, neste caso falamos da criptografia da home, o Ubuntu até a última versão permitia que ao invés de criptografar-se o disco todo, fosse possível criptografar de forma independente o diretório pessoal do usuário, cada usuário teria uma chave de criptografia própria para seu diretório pessoal, desbloqueável apenas com sua senha pessoal, ao contrário de criptografar o disco todo que mantém a mesma chave para todos os usuários existentes no sistema.

A Canonical resolveu abandonar esse recurso na atual release, porém a equipe do Linux Mint está trabalhando para tentar mantê-la de forma independente, visto que foi exatamente esse tipo de comportamento que fez o Mint tornar-se muito conhecido, quando criou o Mate para manter o visual do Gnome 2, para os usuários que não estavam contentes com a mudança do Gnome 3, pode ser uma estratégia que ajudará a distro a angariar mais usuários.

Não somente este trabalho está sendo feito, segundo a equipe do Linux Mint, o núcleo do Ubuntu também está sendo trabalhado para oferecer mais estabilidade e qualidade quando unido aos pacotes próprios do Mint, as soluções que o Mint vem desenvolvendo ao longo dos anos, também terão maior foco e passarão a estar ainda mais presentes para seus usuários. Os temas e visuais do Mint também estão recebendo um grande esforço da equipe para suportarem o HiDPI.

O Linux Mint 19 quando lançado terá o núcleo do Ubuntu 18.04 para as versões com Cinnamon, Mate e XFCE, além disso uma versão feita com o Debian carregará o Cinnamon como ambiente, o chamado LMDE. Infelizmente, o KDE não estará mais entre os ambientes gráficos que possuem uma versão do Linux Mint.

Disqus Comments Loading...
Compartilhar

Matérias Recentes

Xiaomi – Sites divulgam informação equivocada sobre MIUI 11

Recentemente alguns importantes sites trouxeram de forma equivocada que a Xiaomi teria anunciado quais os dispositivos que receberão a MIUI… Read More

18 horas ago

NoScript – Extensão focada em segurança chega ao Google Chrome

Após 14 anos de existência no Mozilla Firefox, hoje a extensão NoScript está finalmente disponível para o Google Chrome e… Read More

23 horas ago

Collabora traz solução para rodar apps Android em distros Linux

Já surgiram ao longo dos últimos anos, algumas tentativas de levar as aplicações do Android para as distribuições Linux, tais… Read More

4 dias ago

5 ideias de negócios home office

Ter a possibilidade de criar um blog, um site, ou um canal de vídeos (ou tudo isso junto) e ainda… Read More

5 dias ago

Samsung encerra linha Galaxy J e leva os de entrada para a linha A

Ao longo de muitos modelos e lançamentos, a Samsung tinha mantido nos últimos anos uma organização para seus smartphones que… Read More

6 dias ago

Como usar o Box.com em sua distro Linux

Entre usuários finais, os serviços de armazenamento em cloud mais conhecidos e comentados são o Google Drive, OneDrive e Dropbox.… Read More

1 semana ago