Categorias: News

Linux Mint 19 tentará manter a criptografia de usuários

A nova LTS do Ubuntu já é uma realidade, o Ubuntu 18.04 será suportado pelos próximos 5 anos e tornou-se um lançamento importante, visto que trouxe enormes mudanças quando comparado com a última LTS lançada.

Agora distribuições que usam o Ubuntu como base, preparam-se para atualizarem-se, este é o caso do Linux Mint que pretende seguir alguns caminhos diferentes dos que foram decididos pela Canonical.

Para começar é conhecimento de todos que o Linux Mint não utiliza o Gnome modificado do Ubuntu e sim seus próprios ambientes gráficos, como o Cinnamon e Mate, estes que são forks do Gnome com características bem diversas.

Para o próximo lançamento, o Linux Mint aposta em manter recursos que foram abandonado pela distro mãe, neste caso falamos da criptografia da home, o Ubuntu até a última versão permitia que ao invés de criptografar-se o disco todo, fosse possível criptografar de forma independente o diretório pessoal do usuário, cada usuário teria uma chave de criptografia própria para seu diretório pessoal, desbloqueável apenas com sua senha pessoal, ao contrário de criptografar o disco todo que mantém a mesma chave para todos os usuários existentes no sistema.

A Canonical resolveu abandonar esse recurso na atual release, porém a equipe do Linux Mint está trabalhando para tentar mantê-la de forma independente, visto que foi exatamente esse tipo de comportamento que fez o Mint tornar-se muito conhecido, quando criou o Mate para manter o visual do Gnome 2, para os usuários que não estavam contentes com a mudança do Gnome 3, pode ser uma estratégia que ajudará a distro a angariar mais usuários.

Não somente este trabalho está sendo feito, segundo a equipe do Linux Mint, o núcleo do Ubuntu também está sendo trabalhado para oferecer mais estabilidade e qualidade quando unido aos pacotes próprios do Mint, as soluções que o Mint vem desenvolvendo ao longo dos anos, também terão maior foco e passarão a estar ainda mais presentes para seus usuários. Os temas e visuais do Mint também estão recebendo um grande esforço da equipe para suportarem o HiDPI.

O Linux Mint 19 quando lançado terá o núcleo do Ubuntu 18.04 para as versões com Cinnamon, Mate e XFCE, além disso uma versão feita com o Debian carregará o Cinnamon como ambiente, o chamado LMDE. Infelizmente, o KDE não estará mais entre os ambientes gráficos que possuem uma versão do Linux Mint.

Disqus Comments Loading...
Compartilhar

Matérias Recentes

Fone de ouvido Sony MDR-EX15AP – Vale a pena?

Fones de ouvido são itens que procuramos com frequência, mas são tantas as opções e preços que sempre estamos na… Leia mais

47 minutos ago

Base notebook refrigeradora NBC50 da C3Tech – Vale a pena?

Para quem utiliza notebook em sua dia a dia, uma base é bem vinda para coloca-lo em uma posição adequada… Leia mais

23 horas ago

Kemp Technologies é selecionada parceira Dell EMC

A Kemp Technologies, anunciou sua validação como parceira Dell EMC. A Kemp vai acelerar a distribuição de implementações da plataforma… Leia mais

4 dias ago

Sensor biométrico da HID é o primeiro a ter todos os requisitos de segurança da Colombia

A HID Global divulgou que o modelo de sensor multiespectral Lumidigm® V421-NC-01, recebeu no início de 2019 a homologação do… Leia mais

4 dias ago

Mozilla apresenta novo logotipo e estratégia para o Firefox

A Mozilla tem planejado uma reestruturação completa para a marca Firefox, e quando falamos em marca é justamente porque não… Leia mais

5 dias ago

Tema escuro na MIUI Android? Conheça os melhores temas

Apesar da MIUI ainda não contar com um tema escuro nativo, sendo este um recurso previsto para a próxima versão… Leia mais

1 semana ago

Utilizamos de cookies e outras tecnologias, para personalizarmos os conteúdos e a publicidade, oferecermos os botões sociais e analisar o tráfego