Steam lança ferramenta para rodar jogos Windows no Linux - Linux Centro
steam
News

Steam lança ferramenta para rodar jogos Windows no Linux

Após alguns boatos, a Valve revelou oficialmente que realmente está trabalhando em uma ferramenta para gerar compatibilidade de jogos do Windows que não possuem versões para Linux.

Chamada de proton, a tecnologia é desenvolvida em cima do Wine, com foco na utilização do Vulkan e do DXVK, uma camada de compatibilidade entre o Vulkan e o Directx da Microsoft.

Segundo revelado pela Valve, o trabalho em cima do proton já vem sendo realizado faz algum tempo, sendo uma parceria com a CodeWeavers, grande parte das melhorias que foram conquistadas nesse desenvolvimento, o projeto Wine já incorporou, o restante que não foi possível incorporar ao projeto, está disponibilizado no Github pela própria Valve.

A idéia da empresa é fazer com que jogos antigos que rodam apenas no Windows, passem a ser compatíveis com Linux de uma forma simples ao usuário, visto que a Steam já terá o proton incorporado e fará toda a configuração para o usuário, mantendo o padrão de clicar em baixar e jogar que a plataforma oferece.

O anúncio e confirmação da ferramenta veio junto com a primeira versão beta do proton, para usar, basta alterar o cliente Steam para o canal beta, depois ir até “Steam Play” e habilitar o uso do proton.

Por enquanto, a Valve garante o funcionamento com apenas alguns jogos, listados na comunidade, entre eles temos DOOM 1, 2 e 3. Segundo a empresa, a ferramenta já pode ser usada com qualquer jogo disponível na Steam, no entanto, é provável que o usuário se depare com desempenhos ainda não dos melhores ou incompatibilidades, já que eles ainda não foram homologados e o proton ainda está em fase inicial de desenvolvimento.

A Valve acredita que com esta ferramenta será possível aumentar consideravelmente a quantidade de jogos disponíveis para Linux e fomentar ainda mais o mercado, não dependendo apenas dos ports que as desenvolvedoras tem feito nos últimos anos. Porém em seu FAQ, a empresa deixa claro para desenvolvedores que esta ferramenta não deve ser encarada como padrão para jogos no Linux, recomendado que os jogos sejam desenvolvidos nativamente com o Vulkan para que sejam compatíveis com todas as plataformas, ou ao menos, ter o Vulkan como alternativa.

Steam

Já sobre a capacidade do proton funcionar com toda a biblioteca de jogos Windows, a Valve diz que está trabalhando e liberando a lista de jogos oficialmente suportados, apenas quando o desempenho alcançado é próximo do jogo em sua plataforma nativa. Mas destaca que existem possibilidades de alguns jogos que usem várias ferramentas de DRM, tenham problemas de execução.

Não é de hoje que a Valve tem mostrado preocupação com o cenário da Microsoft, que desde a chegada do Windows 8, tem tentado retirar os jogados da Steam e levar para sua loja. Devido ao forte apelo da marca Xbox e da dominância do Windows nos desktops, a Microsoft tem vantagens perante a Steam. Para quebrar essa dependência, a Valve tem apostado fortemente em tornar o Linux um sistema atrativo também para os gamers, de forma a segmentar-se e não depender exclusivamente de apenas um sistema operacional.

Please follow and like us:
RSS
Facebook
Facebook
Twitter
YouTube