Epic Games pretende lançar loja de jogos para Windows, Linux e Android
epic games store
News

Epic Games pretende lançar loja de jogos para Windows, Linux e Android

A Epic Games resolveu levar sua crítica contra as lojas de jogos digitais para outro nível, transformando-a em uma verdadeira competição comercial.

Na época do lançamento de Fortnite para Android, a Epic Games trouxe sérias críticas contra as taxas cobradas pela Google Play Store sobre as transações, estas que seguem quase um padrão entre essas lojas de software digital, cobrando 30% em cima das transações financeiras. Até chegamos a produzir um vídeo falando sobre o tema, que você pode encontrar aqui.

Pois na última terça-feira, 04/12, a empresa anunciou em seu blog oficial que trará ao mercado sua própria loja de jogos, aproveitando de seu know all que adquiriu ao longo dos anos não somente como desenvolvedora de jogos, mas também como desenvolvedora da engine Unreal, umas das mais utilizadas e famosas no mundo.

A proposta da Epic Games é bater de frente com diversos players desse mercado, já que sua loja estará presente no Windows, Mac, Android e Linux.

Ao contrário do que a Ubisoft e EA fizeram, a loja da Epic Games trará não somente os seus próprios jogos, como também estará disponível para outros desenvolvedores, funcionando exatamente como um marketplace e sendo uma rival direta da Google Play Store, Steam, GOG e Microsoft Store. Neste só quem fica a salvo é a Apple com o IOS, já que a empresa proíbe lojas de terceiros em seu sistema mobile.

A proposta da Epic Games para angariar mercado e tornar-se um calcanhar de aquiles nos concorrentes é oferecer uma taxa extremamente menor que os demais, enquanto as outras lojas cobram 30% em comissão, a Epic Games informa que cobrará apenas 12% e caso o desenvolvedor tenha usado a Unreal Engine receberá a isenção dos 5% de royalties da engine, ou seja, pagará apenas mais 7% para vender seus jogos dentro da loja da Epic.

Porém a empresa aposta em outras ferramentas para impulsionar a adesão e vendas em sua futura loja, umas delas é o programa chamado Support-A-Creator, que funciona na verdade como um sistema de afiliados para a mídia especializada. Sites e youtubers terão links para a indicação da venda do game que tiverem gerado conteúdo sobre, se o jogo for adquirido através daquele link, o site ou youtuber terá 5% de comissão sobre a venda. Porém o programa é opcional para o desenvolvedor, já que será este que custeia o valor.

No entanto para garantir a adesão, a Epic Games informa que nos primeiros 2 anos de sua loja, os 5% de comissão para os criadores de conteúdo serão pagos pela própria Epic.

Agora resta aguardar para ver se a loja realmente terá sucesso, pois ao final das contas não é apenas entregar uma comissão menor ao vendedores, um dos motivos da Steam ser líder neste segmento é a qualidade de sua plataforma que não só possui um vasto ferramentário e investe pesado nisso, também conta com um sistema de cross-buy e política de promoções agressivas para angariar vendas.

Vale lembrar que outras já tentaram e não conseguiram, a Amazon tentou tirar o trono da Play Store com sua própria loja de aplicativos que ao final tornou-se uma opção pouco lembrada pelos usuários e a CD Projekt RED que apesar de ter garantido um lugar de relevância, não chegou a realmente roubar mercado da Steam.

Fonte: Epic Games

Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
Twitter
YouTube