Categorias: News

Correios automatizará importação e aceitará cartão de crédito

Se você costuma comprar produtos do exterior, ou seja, importar de sites como Gearbest, Aliexpress, Wish, Ebay e outros, eis que uma boa notícia, o Correios começara a automatizar nos próximos meses todo o processo de importação.

Hoje todas as importações acontecem em etapas manuais, as postagens e documentações chegam no mesmo dia da encomenda e os agentes aduaneiros, precisam revisar e fiscalizar tudo manualmente, isso gera um grande gargalo no recebimento de encomendas do exterior, fazendo com que muitas vezes os pacotes demoram uma média de 45 dias para estarem na mão do comprador.

Com o novo sistema de importação, o Correios receberá as informações das encomendas de forma online, antecipando-se a chegada dos pacotes e já podendo efetuar o processo de cálculo de imposto e o melhor, o cliente poderá pagar uma tributação que tenha sofrido diretamente pela internet, em uma área logada no site do Correios, tendo opções como cartão de crédito e boleto bancário como forma de pagamento.

Somente nesse processo, a estimativa da empresa é que o tempo seja diminuído em pelo menos 10 dias, mas outras vantagens estão previstas.

Atualmente a importação de produtos aumentou em 67%, obviamente causada pelos marketplaces que citamos no início dessa matéria, com destaque para o Aliexpress que passou a ter uma relevância muito grande em território nacional. Porém, com o aumento das encomendas em um processo antiquado, é muito comum vermos clientes reclamando de divergências nas tributações, estando disformes aos valores que realmente pagaram nos produtos.

Com um sistema digitalizado os erros de cálculo de imposto devem diminuir consideravelmente, além disso, como haverá uma área para o cliente logar-se e manter-se cadastrado no site do Correios (chamado de Portal do Importador), será mais simples e dinâmico identificar CNPJ e CPF que tenha isenção, ao exemplo de pesquisadores, ou permissão na importação de determinados produtos, como remédios que passarão a ter um campo no site para upload do receituário.

Mas é claro que para tudo existe o segundo lado da balança, com o processo automatizado e digitalizado, a fiscalização será facilitada e será mais difícil um pacote não ser tributado, lembrando que hoje, encomendas acima de $50 dólares, são passíveis de tributação de até 60% do valor, mais o ICMS e taxa do Correios.

Como nem todos os países possuem tais sistemas digitalizados em seus serviços de postagem, existirá uma célula responsável por inserir os que ainda sejam recebidos em papel.

E você? O que acha da novidade? Costuma importar produtos? Acha que ficará mais prático e dinâmico ou apenas aumentará a cobrança de impostos?

Disqus Comments Loading...
Compartilhar

Matérias Recentes

O primeiro notebook com GPU Quadro RTX 6000

SANTA CLARA, Calif., 5 de setembro de 2019 —A NVIDIA e a ASUS hoje anunciaram que as GPU Quadro RTX™ 6000 alimentarão o… Leia mais

2 horas ago

Gears POP! – Vale a pena o jogo da Microsoft para Android e IOS?

Recentemente Xbox Game Studios, antiga Microsoft Studios, divisão de jogos da Microsoft, liberou o “Gears POP!” um game para Android… Leia mais

1 semana ago

GCam – Use o Google Camera em seu Xiaomi Pocophone F1

A Google Câmera, ou GCam, como ficou conhecida é atualmente uma dos melhores aplicativos para câmeras do mercado. (mais…) Leia mais

2 semanas ago

Vivaldi – Navegador chega a versão 2.7 com melhorias

Amanhã, 21 de agosto de 2019, uma quarta-feira, os usuários terão a sua disposição a versão 2.7 estável do navegador… Leia mais

2 semanas ago

Firefox Preview – O novo navegador para Android

Alguns não sabem, mas a Mozilla tem em seu planejamento uma total reformulação do seu navegador para Android, para seguir… Leia mais

3 semanas ago

2,8 bilhões em fraudes evitadas com avaliação de risco de e-mails

Para combater o crescimento do número de tentativas de fraudes online, que têm custado bilhões de dólares às companhias anualmente,… Leia mais

3 semanas ago

Utilizamos de cookies e outras tecnologias, para personalizarmos os conteúdos e a publicidade, oferecermos os botões sociais e analisar o tráfego