Categorias: News

Google Drive identifica conteúdo pirata

Os serviços de armazenamento na nuvem facilitaram a vida de todos os usuários, desde o compartilhamento de arquivos como o backup e armazenamento de seus documentos e arquivos importantes. Por outro lado, passou a ser um recurso comumente utilizado pela pirataria, se antigamente os compartilhadores de conteúdo ilegal só contavam com os torrents, hoje eles podem utilizar serviços que não precisam de pessoas servindo de fonte.

E um dos serviços de armazenamento que popularizou-se demais e passou a ser muito utilizado para o compartilhamento de arquivos protegidos por direitos autorais, foi o Google Drive. Apesar de sua limitação de 15GB no plano gratuito, a excelente estabilidade do serviço da gigante de Mountain View, unido com as funcionalidades e altas taxas de banda oferecidos (ao contrário de concorrentes que reduzem drasticamente a taxa de banda) acabou por atrair os utilizadores e também aqueles que queriam compartilhar conteúdos protegidos.

Para evitar que o Google Drive vire o próximo Megaupload, a Google passou a implementar um serviço automático de identificação de arquivos autorais, algo como já existe no Youtube. Através de utilização de tags, o Google Drive será capaz de reconhecer um arquivo com direitos autorais e no momento que o utilizador tente gerar um link para compartilhá-lo, uma mensagem surgirá, bloqueando a ação.

Vale destacar que não estamos falando de exclusão ou proibição do armazenamento do arquivo, já que é de direito do utilizador armazenar onde preferir um arquivo adquirido por vias legais, no entanto, para esses arquivos a ação de compartilhamento será desativada.

Tal mecanismo é bem diferente do oferecido pelos concorrentes, já que normalmente os serviços de armazenamento aguardam por denúncias sobre ao arquivo, para efetuar sua exclusão, não existindo portanto formas automáticas e nem a vantagem de apenas impedir o compartilhamento.

Por fim, o aviso ainda oferece um link para que o dono do arquivo possa exigir uma revisão, caso ele acredite que seja um engano do algoritmo da Google e ele tenha o direito de compartilhar o arquivo armazenado.

Fonte: pplware

Disqus Comments Loading...
Compartilhar

Matérias Recentes

Cartão de crédito Méliuz – Cashback em todas as compras – Vale a pena?

Já faz algum tempo que o Méliuz, serviço de cashback em compras, se quer saber mais sobre ele clique aqui,… Leia mais

1 dia ago

Ame Digital – A evolução da conta digital da Americanas e Submarino

O Ame nasceu como uma solução própria do grupo B2W, responsável pela Americanas, Shoptime, Submarino e Sou Barato, para fidelização… Leia mais

2 dias ago

Alfred – O aplicativo para fãs de cinema

Alfred é uma rede social para aqueles que são fãs de cinema, controlado e desenvolvido pela FlixMedia, sua proposta é… Leia mais

2 dias ago

O Que Todo Mundo Precisa Saber sobre Segurança no Linux

Muitas pessoas consideram os sistemas Linux como sendo mais seguros e, em alguns casos, até mesmo “imunes” aos principais vírus… Leia mais

2 semanas ago

C6 Bank – Vale a pena usar o rival do Nubank?

C6 Bank é a nova fintech que pretende concorrer com Inter, Nubank, Neon e outros players o mercado de banco… Leia mais

2 semanas ago

A Internet das Coisas vai revolucionar o cotidiano

Primeiramente vamos deixar claro o que é a IoT, ou Internet das Coisas. Trata-se de um conceito sobre objetos do… Leia mais

3 semanas ago

Utilizamos de cookies e outras tecnologias, para personalizarmos os conteúdos e a publicidade, oferecermos os botões sociais e analisar o tráfego