Categorias: News

Jide é acusada de violar licenças GPL e Apache com o Remix OS

Na última semana uma novidade repercutiu entre os apaixonados por tecnologia, um sistema operacional baseado no Android, focado especificamente para computadores e com uma bela interface pensada para esses, numa mistura de Material Design, Cinnamon e KDE, estamos falando do Remix OS.

No entanto a Jide, empresa chinesa responsável pelo Remix OS foi alvo de algumas fortes acusações por parte do pessoal da tlhp, segundo eles, a Jide violou as licenças GPL e Apache com seu projeto, apontando que os desenvolvedores do Remix OS tiveram tolerância zero pelo trabalho de outras pessoas.

A primeira acusação refere-se ao software que a Jide liberou para instalar o Remix OS em pendrive, a equipe do tlhp não contentou-se em apenas achar que visualmente ele lembrava o UNetbootin e resolveram desempacotar o executável do programa liberado pela Jide apenas para Windows, quando investigaram o código fonte do programa, encontraram referências ao UNetbootin, como você pode ver abaixo:

A linha que a tlhp é a seguinte:

VALUE “FileDescription”,   “UNetbootin – Universal Netboot Installer – http://unetbootin.sourceforge.net”

O UNetbootin é distribuído sobre a GNU GPL v2, portanto a Jide poderia utilizar o programa para criar o seu próprio, desde que este também fosse de código aberto e redistribuam o código, caso contrário é uma violação direta da licença GPL.

A outra acusação refere-se a própria utilização do Android, a Jide utilizou o projeto Androidx86, um projeto independente que porta o Android para computadores e já foi usado em outros projetos e por fabricantes, o problema é que a máquina java do Android e os componentes básicos do sistema, estão sobre a licença Apache 2.0

Uma das exigências dessa licença é que projetos derivados de outros que tenham adotado a Apache 2.0 como licença, citem que são desenvolvidos sobre a mesma, sabe aquela frase “Powered by Android” ao iniciar seu smartphone? Pois tal frase deveria ser encontrada na inicialização do Remix OS ou em algum outro lugar que indique que este é uma modificação do Androidx86, assim como marcas, atribuições e fontes da obra original não podem ser retiradas.

Para deixar claro que o Remix OS é baseado no Androidx86 e que está violando a Apache 2.0, o pessoal da tlhp, descompactaram a ISO e publicaram o print com um dos conteúdos encontrados logo de cara, print que segue abaixo.

Com tais acusações de violações de licenças e não referência aos projetos originais ao qual o Remix OS se baseia, a The Linux HomeFront Project recomenda que o Remix OS não seja utilizado, até o momento em que essa matéria fora escrita, a Jide não havia pronunciado-se sobre o caso.

E você o que acha da situação? Será que a Jide simplesmente ignorou as licenças que encorporam os programas utilizados por ela?

Atualização 20/01/2016

Após os apontamentos da THLP, a JIDE publicou no Github os códiggos referentes ao Remix USB Tool e ao Remix OS Kernel, com as devidas citações dos softwares originários, o perfil da Jide no Github pode ser acessado, clicando aqui.

Disqus Comments Loading...
Compartilhar

Matérias Recentes

Firefox Send – compartilhamento de arquivos criptografados

A Mozilla finalmente liberou para o público em geral a ferramenta Firefox Send, um serviço de compartilhamento em cloud, com… Read More

16 horas ago

McAfee para Android – Uma boa solução antivírus?

Algum tempo atrás testamos aqui o MIUI Security, agora chegou a vez de efetuarmos uma análise do McAfee para Android,… Read More

5 dias ago

Xiaomi pretende aumentar preço da linha MI

No último ano a Xiaomi tomou algumas decisões de mercado que não estavam totalmente explicadas, como separar a linha Redmi… Read More

6 dias ago

Google testa novo modelo de publicidade para jogos

A Google apresentou para os desenvolvedores uma nova ferramenta de monetização para jogos para Android, denominada de “Jogadores premiados”, ela… Read More

7 dias ago

Qual a melhor conta digital? Quais são realmente gratuitas?

As contas digitais vieram para ficar, podem ser abertas diretamente pelo smartphone, costumam ser mais baratas que contas bancárias convencionais… Read More

1 semana ago

Glovo – Aplicativo de entregas encerra operações no Brasil

O Glovo, serviço de multi entregas (Mercado, Farmácia, Compras, Restaurantes e assim por diante) sobre demanda e principal concorrente do… Read More

2 semanas ago